Estudo dos efeitos causados no desmonte de rochas quando acrescentado NP40 ao sistema não elétrico (CA) aplicados na emulsão bombeada

Braga, Caique D'Auria (2021)

tcc

RESUMO : Visando entender o comportamento da detonação alterando sua forma e intensidade de iniciação, a pesquisa teve como objetivo comparar o modo tradicional de iniciação da emulsão que usa somente o booster como iniciador, com furos iniciados por booster e cordel detonante NP40 na coluna e tentar extrair o máximo de desempenho da emulsão através de um aumento de velocidade atribuído pelo acréscimo do cordel detonante NP40 no furo. Em ambos os casos foram avaliados a fragmentação da rocha, a projeção da rocha, o corte da face remanescente, e ejeção dos tampões através da análise das filmagens das detonações. Foram realizados quatro testes em minerações com materiais diferentes nas regiões sudeste e nordeste do Brasil em todos os testes as bancadas foram divididas em duas metades onde em uma região foi aplicada a combinação de um sistema não elétrico (CA), Booster e cordel NP40, enquanto na outra metade a combinação do CA e Booster que seria o método convencional. Os resultados mostraram que o acréscimo do NP 40 em alguns desmontes causaram um maior lançamento do material e uma melhor fragmentação, contudo ocorreu uma dissipação de energia observado na ejeção de tampão dos furos com NP40, outro fator importante foi que o NP40 se mostrou mais eficiente em rochas mais duras e homogêneas pois as mesmas necessitam de uma onda de choque mais intensa para fragmentação, diferente de rochas mais friáveis onde os blocos já estão pré-formados e o fator dominante é a expansão gasosa e não as ondas de choques. Palavras chave: Desmonte, cordel detonante, fragmentação

ABSTRACT : Aiming to understand the behavior of the detonation by changing its form and intensity of initiation, the research aimed to compare the traditional mode of emulsion initiation that uses only the booster as initiator, with holes initiated by booster and NP40 detonating string in the column and try to extract the maximum performance of the emulsion through an increase in velocity attributed by the addition of the NP40 detonating string in the hole. In both cases rock fragmentation, rock projection, remnant face shear, and plug ejection were evaluated by analyzing footage of the detonations. Four tests were performed in mines with different materials in the southeastern and northeastern regions of Brazil in all tests the benches were divided into two halves where in one region the combination of a non-electric system (CA), Booster and NP40 string was applied, while in the other half the combination of CA and Booster which would be the conventional method. The results showed that the addition of the NP40 in some blasts caused a greater release of the material and a better fragmentation, however occurred a dissipation of energy observed in the buffer ejection of the holes with NP40, another important factor was that the NP40 was more efficient in harder and more homogeneous rocks because they need a more intense shock wave for fragmentation, different of more friable rocks where the blocks are already pre-formed and the dominant factor is the gas expansion and not the shock waves. Keywords: Disassembly, detonating string, fragmentation


Coleções: