Metodologia de construção de depósito de estéril de rocha ornamental

Andrade, Marina Arêas de (2021)

artigo

Sabe-se que a produção de Rocha Ornamental tem aumentado muito no cenário mineral brasileiro de acordo com a Associação Brasileira de Industria de Rochas, e na produção de Rocha Ornamental tem-se uma porcentagem de recuperação de material, e outra de material não comercializado chamado de estéril. A geração de estéreis na lavra é representada por uma parcela de material, variando de 40% a 60% dependendo das condições de recuperação da rocha, e de material provindo da etapa de decapeamento. As características relativas ao manejo de estéreis são significativas nos dias de hoje relacionado aos grandes volumes movimentados nas operações mineiras, escassez de localização adequadas à disposição, especialmente em empreendimentos mais antigos. Essa situação faz com que seja necessário um maior esforço de planejamento das atividades de projeto, construção, operação e reabilitação das estruturas finais geradas pela movimentação dos estéreis. O presente trabalho consiste em apresentar uma metodologia de construção para deposição de materiais estéreis da lavra de rochas ornamentais, estabelecidas na norma ABNT NBR 13029:2017. No trabalho foi abordado um estudo de caso de uma pedreira de rochas ornamentais localizada no município de Castelo, onde foi caracterizado os estéreis, o local de deposição, limites de cada banco, bermas, altura máxima, construção da planta de detalhe e apresentação de relatórios fotográficos. A operação deve ser realizada conforme as normas de regulamentação, o que nem sempre é visto nas atuais lavra de rochas ornamentais. A metodologia de construção do depósito de estéril de rocha ornamental contribuiu para o desenvolvimento de um projeto dentro de especificações, contribuindo dessa forma para outros estudos mais aprofundados com uma maior segurança do local de deposição de estéreis.

Abstract: It is known that the Ornamental Rock’s production has increased a lot in the Brazilian mineral scenario according to the Brazilian Association of Rock Industry, and in the Ornamental Rock’s production there is a percentage of material recovery, and another of non-commercialized material called of sterile. The sterile’s generations in the mine is represented by a portion of material, varying from 40% to 60% depending on the conditions of recovery of the rock, and of material coming from the stripping stage. The characteristics related to the handling of waste sterile are relevant nowadays related to the large volumes handled in mining operations, scarcity of adequate location available, especially in older projects. This situation makes it necessary to make a greater effort to plan the activities of design, construction, operation and rehabilitation of the final structures generated by the movement of the waste. The present work consists of presenting a construction methodology for depositing sterile materials from the mining of ornamental rocks, according to the standard ABNT NBR 13029: 2017. In the work, a case study of a quarry of ornamental rocks located in the municipality of Castelo, where were characterized the waste, the deposition place, the limits of each bank, shoulders, maximum height, construction of the detail plan and presentation of photographic reports. The operation must be carried out in accordance with the regulatory standards, which is not always seen in the current mining of ornamental rocks. The construction methodology of the ornamental rock waste deposit contributed to the development of a project within specifications, thus contributing to other more in-depth studies with greater security of the waste deposition site. Keywords: Sterile. Standard. ABNT/13029. Ornamental Rock. Sterile Deposit.


Collections: