Tratamentos pré-germinativo na emergência e desenvolvimento inicial de plântula de Carpotroche brasiliensis “sapucainha”

COSTA NETO, Bartouvino ; PAIXÃO, Marcus Vinicius Sandoval (2020)

artigo

RESUMO O Carpotroche brasiliensis, conhecida como “SAPUCAINHA”, é uma espécie arbórea semideciduária, da família Flacourtiaceae, encontrada nos estados do Espírito Santo, Minas Gerais, Bahia, Rio de Janeiro e São Paulo. É uma árvore de médio porte, 5 a 20 metros de altura. Seus frutos são atrativos para animais silvestres. Utilizada em áreas de restauração florestal sendo atrativo para fauna. O objetivo da pesquisa é identificar e avaliar diferentes métodos para estímulo a germinação e superação de dormência. A pesquisa foi realizada no laboratório de propagação de plantas do Instituto Federal do Espirito Santo – Campus Santa Teresa, submetendo as sementes aos seguintes tratamentos: imersão por uma hora em: água (testemunha); solução de giberelina a 1000 mg.L-1, 2000 mg.L-1, 3000 mg.L-1 e 4000 mg.L-1, água com gelo (0ºC), água quente (100ºC), congelador por 24 horas (-10ºC), geladeira por 24 horas (10ºC), e com a retirada da casca de proteção da semente sem tratamento térmico ou nutricional. O delineamento experimental será inteiramente casualizado (DIC) para a primeira, com 10 tratamentos, com cada unidade experimental composto de 100 sementes. Após 30 dias do início da germinação, será avaliada a porcentagem de germinação (G) e tempo médio de germinação (TMG). Após 60 dias da germinação, será avaliado o número de folhas (NF); altura da planta (AP); comprimento da raiz (CR); massa verde da parte aérea (MVA); massa seca da parte aérea (MSA); massa verde da raiz (MVR); massa seca da raiz (MSR). Os dados experimentais foram submetidos à análise de variância, sendo as médias de cada característica comparada pelo teste de Tukey em nível de 5% de probabilidade. Palavras Chave: Giberelina. Carpotroche brasiliensis. Propagação. ABSTRACT Carpotroche brasiliensis, known as “SAPUCAINHA”, is a semi-deciduous tree species, from the family Flacourtiaceae, found in the states of Espirito Santo, Minas Gerais, Bahia, Rio de Janeiro and São Paulo. It is a medium-sized tree, 5 to 20 meters high. Its fruits are attractive to wild animals. Used in forest restoration areas, being attractive to fauna. The objective of the research is to identify and evaluate different methods to stimulate germination and overcome dormancy. The research was carried out in the plant propagation laboratory of the Federal Institute of Espirito Santo - Campus Santa Teresa, submitting the seeds to the following treatments: immersion for one hour in: water (witness); gibberellin solution at 1000 mg.L-1, 2000 mg.L-1, 3000 mg.L-1 and 4000 mg.L-1, water with ice (0ºC), hot water (100ºC), freezer for 24 hours ( -10ºC), refrigerator for 24 hours (10ºC), and with the removal of the seed's protective peel without thermal or nutritional treatment. The experimental design will be entirely randomized (DIC) for the first, with 10 treatments, with each experimental unit composed of 100 seeds. After 30 days from the beginning of germination, the percentage of germination (G) and average germination time (TMG) will be evaluated. After 60 days of germination, the number of leaves (NF) will be evaluated; plant height (AP); root length (CR); green mass of the aerial part (MVA); aerial part dry mass (MSA); green root mass (MVR); dry root mass (MSR). The experimental data were subjected to analysis of variance, with the averages of each characteristic compared by the Tukey test at a level of 5% probability. Keywords: Gibberellin. Carpotroche brasiliensis. Propagation.


Collections: