Saúde do trabalhador: a contribuição dos conhecimentos em saúde sob uma perspectiva ampliada para a formação profissional e tecnológica integrada ao ensino médio

Luz Junior, Almir Ferreira (2020)

dissertação de mestrado

RESUMO: Essa pesquisa parte das inquietações acerca dos processos que se relacionam ao adoecimento do trabalhador na contemporaneidade. Nesse sentido, se orienta pelo seguinte problema: como o desenvolvimento de uma visão ampliada de saúde permite ao estudante de um curso técnico integrado ao ensino médio construir uma percepção sobre a saúde do trabalhador e sobre os processos de adoecimento no trabalho na sociedade contemporânea que não é determinada exclusivamente por decisões individuais? O objetivo geral pelo qual a pesquisa se orienta é analisar como os conhecimentos em saúde sob uma perspectiva ampliada contribuem para que alunos do 2º ano do curso técnico em química integrado ao ensino médio do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (Ifes), campus Aracruz, percebam que a saúde do trabalhador não é determinada exclusivamente por decisões individuais. A pesquisa foi realizada com estudantes do 2º ano do curso técnico em química integrado ao ensino médio do Ifes, campus Aracruz. O critério para participação dos sujeitos foi por adesão. Buscou-se realizar uma pesquisa participante, tendo como meio de coleta e produção de dados um curso de complementação ao ensino sobre o tema saúde, sob uma perspectiva ampliada. Além do curso, outros instrumentos para coleta foram utilizados, a saber: a entrevista, a observação participante, roda de conversa e as atividades desenvolvidas pelos alunos. Esse curso sobre saúde deu origem a um produto educacional do tipo sequência didática, direcionado a professores de áreas relacionadas ao tema. A experiência relatada nessa pesquisa demonstrou que a eleição de conteúdos como saúde abordados numa lógica mais ampla pode ser uma via para que os discentes apreendam melhor as contradições dos modos de vida e produção, o que se aproxima das bases conceituais fundamentais da educação profissional e tecnológica. As discussões promovidas no curso permitiram observar que os estudantes não associam de forma recorrente as mudanças no mundo do trabalho ao adoecimento do trabalhador. Apesar disso, a abordagem do tema em uma perspectiva ampliada permitiu uma apropriação mais crítica por parte dos discentes, dado que afirmaram que esse conhecimento os ajuda a se preparar para o “mercado de trabalho” e para se protegerem e a seus próximos. E, mesmo que não possam alcançar intervenções mais amplas nos processos de trabalho, o fato de desenvolverem uma percepção mais crítica sobre o que os afeta pessoalmente, já os dá condições de ao menos não aceitar para si mesmos algo que os prejudica.

ABSTRACT: This research stems from concerns about the processes that are related to the illnesses of workers in contemporary times. In this sense, it is guided by the following problem: how does the development of a broader view of health allow the student of a technical course integrated with high school to build a perception of worker health and the processes of illnesses at work in contemporary society that is not determined exclusively by individual decisions? The general objective by which the research is oriented aims to analyze how the knowledge about health from a broader perspective contributes to the fact that second year students of the technical course in chemistry integrated to High School of the Federal Institute of Education, Science and Technology of Espírito Santo (Ifes), Aracruz campus, realize that the health of the worker is not determined exclusively by individual decisions. The research was carried out with students of the second year of the technical course in chemistry integrated to High School at the Federal Institute of Education, Science and Technology of Espírito Santo (Ifes), Aracruz campus. The criterion for the participation of the subjects was adherence. We sought to carry out a participant research, using the means of collection and data production from a complementary course to teaching about health, from an expanded perspective. In addition to the course, other instruments for collection were used, namely: the interview, participant observation, conversation circle and the activities developed by the students. This course on health gave rise to an educational product: a didactic sequence aimed at teachers in areas related to the theme. The experience reported in this research demonstrated that the choice of content such as health addressed in a broader logic can be a way for students to better understand the contradictions of the ways of life and production, which is close to the fundamental conceptual bases of vocational and technological education. The discussions promoted in the course allowed us to observe that students do not recurrently associate changes in the world of work with the illnesses of workers. In spite of all this, the approach to the theme in a broader perspective allowed students to get a more critical appropriation, as they stated that this knowledge helps them to prepare for the “labor market” and to protect themselves and their neighbors. And, even if they cannot reach broader interventions in the work processes, the fact that they develop a more critical perception of what affects them personally, already gives them conditions to at least not accept for themselves something that harms them.


Coleções: