Entrelaçando os fios da educação ambiental, saúde mental e trabalho em educação pelas redes de conversações

Campos, Marcela Fraga Gonçalves (2019)

dissertação de mestrado

RESUMO: O trabalho aqui apresentado se insere na linha de pesquisa de “Formação de Professores” do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Humanidades do Instituto Federal do Espírito Santo - Ifes, campus Vitória. Problematiza processos de trabalho por meio de uma formação destinada a profissionais da educação do município de Serra/ES, visando à criação de táticas para produção de saúde, a partir do diálogo entre Educação Ambiental, Saúde Mental e Trabalho em educação. Assim, num movimento de aproximação com a metodologia da Cartografia, proposta por Deleuze e Guattari (2001), aposta na investigação enquanto acompanhamento de um processo formativo que teve como base as Redes de Conversações, segundo Carvalho (2009, 2017). A produção de dados é realizada a partir de uma postura teórico-metodológica problematizadora em busca de movimentos tecidos em Redes de Conversações, na intenção de capturar narrativas, enunciados, inventividades e imprevisibilidades, tensionando as questões macro e micropolíticas nos espaçostempos acerca da relação trabalhosaúde-ambiente. Traz como intercessores teóricos Félix Guattari, Gilles Deleuze, Suely Rolnik, Georges Canguilhem, Sandra Caponi, Denise Najmanovich, MarthaTristão, Janete Carvalho, entre outros. Tece problematizações com foco em questões como: dualismos constituídos na modernidade; educação ambiental complexa; concepção de saúde; medicalização da vida; trabalho em educação; coletividade; concepção de formação, na tentativa de evidenciar a criação de possibilidades de produção de saúde e de outros modos de vida com profissionais da educação. Por se tratar de mestrado profissional, além da realização da formação, resulta deste processo investigativo um produto educativo em formato de E-book que se constitui um material textual que visa inspirar práticas formativas destinadas aos profissionais da educação para que, por meio da ressignificação de seu conteúdo, possa disparar movimentos de discussão, problematização e produção de conhecimento acerca da relação trabalho-saúde-ambiente.


Colecciones: