Crescimento e sobrevivência da sementes de vieira Nodipecten nodusus (Linnaeus, 1758) em diferentes densidades

Piconi, Sérgio de Almeida (2018)

tcc

RESUMO: A produção de alimentos é extremamente necessária para a manutenção da ordem e do crescimento das populações. A maricultura é o cultivo de organismos marinhos e demonstra-se como potencial para a demanda de alimento. Dentro da maricultura, o cultivo de moluscos, possui grande papel produtivo, uma vez que não necessita de custos para fornecimento de alimentação exógena, nas fases de engorda. A família Pectinidae está entre os moluscos bivalves mais valorizados, a Vieira Nodipecten nodosus no território brasileiro possui destaque econômico, entretanto o pacote tecnológico de produção para a espécie ainda esta em desenvolvimento para algumas regiões. O objetivo desse trabalho foi avaliar o crescimento e a sobrevivência em diferentes densidades no cultivo de sementes da Vieira Nodipecten nodosus, no litoral sul do Espírito Santo, Brasil. O experimento foi realizado entre os meses de setembro de 2017 e janeiro de 2018, num período de150 dias, junto à Associação de Maricultores de Piúma. O delineamento experimental inteiramente casualizado, foi realizado em nove lanternas pearl-net com três andares cada, distribuídos em três tratamentos (densidades 100, 200 e 300 sementes por andar), e três réplicas cada. As biometrias foram realizadas a cada dois meses, aferindo-se o comprimento e altura da concha. A sobrevivência foi calculada de acordo com número de indivíduos vivos presentes. Os parâmetros de qualidade de água do local, como temperatura e salinidade foram monitorados. Assim como a pluviometria da região. Ocorreram manejos semanais, em que as lanternas e o longline, para a retirada de incrustações e trocas quando necessário. A densidade 100 sementes por andar apresentou maior crescimento alcançando 45,39 ± 0,65 mm de altura e 44,8± 0,83 mm para o comprimento de concha, existindo diferença significativa entre os tratamentos registrados na ANOVA. A sobrevivência entre os tratamentos variaram entre 92,16 ± 3,62% para a densidade de 300 vieiras, e no tratamento de menor densidade, 100 vieiras, 94,96 ± 1,77% de sobrevivência, ambos demonstraram altas taxas de sobrevivência na fase juvenil, além de registrarem diferença significativa entre as densidades. As condições ambientais (salinidade e temperatura) do local demonstraram-se condizentes com as necessidades da vieira. O tratamento com 100 vieiras por andar apresentou diferença significativa para crescimento e sobrevivência durante o período experimental.

ABSTRACT: Food production is extremely necessary for the maintenance of order and population growth. Mariculture, the culture of marine organisms, appears like potential/an opportunity for food demand. Among mariculture, the molluscs culture had a big productive role, once it doesn’t need costs to provide exogenous food, in the fattening stages. Pectinidae family is one of the most valued among bivalve molluscs. The Nodipecten nodosus sea scallop got a economic highlight inside Brazil, meanwhile the productive technology for the species is still developping in some regions. This work aims to evaluate the growth and the survival, in different densities, of the Nodipecten nodosus sea scallop seeds, in the south littoral of Espirito Santo, Brazil. The experiment was realized between September 2017 and January 2018, in a 150 days period, in collaboration with the Associação de Maricultores of Piúma. The aleatory experimental organization was realized in nine pearl-net lanterns, withthree levels each, distributed in three treatments (densities 100, 200 and 300 seedsper level), and three copies each. Biomectrics were realized every two months, measuring the shell’s length and height. The survival was calculated according to the numbers of living individuals. The local water quality parameters, like temperature, salinity or the region’s rainfall, were monitored. We did weekly operations on the lanterns and longline, taking instructions and doing changes when necessary. The density 100 presented the biggest growth, reaching 45,39 ± 0,65 mm height and 44,8± 0,83 mm length for the shell. There were significant differences between the treatments registered in ANOVA. The survival between the methods varied between 92,16 ± 3,62% for the density 300, and for the density 100, 94,96 ± 1,77% of survival. Both demonstrated high rates of survival in the juvenil stage, besides showing significant differences between the densities. The local environmental conditions (salinity and temperature) matched with the sea scallops needs. The treatment with 100 scallops per floor showed a significant difference for growth and survival during the experimental period.


Coleções: