Sob o "Fio da Navalha": análise das ciências praticadas pelos pesquisadores da Educação Física em periódicos científicos (2005-2016)

Carneiro, Felipe Ferreira Barros (2019)

Tese de doutorado

Resumo: O objetivo desta tese foi o de compreender o perfil da ciência praticada no periodismo científico que aparece como leque de opções na Educação Física brasileira, comparando as características das práticas científicas inerentes às Subáreas Biodinâmica do Movimento e à Sociocultural e Pedagógica desse campo. Com características quali-quantitativa e de tipo bibliométrico e historiográfico o estudo foi dividido em cinco capítulos, nos quais foram privilegiadas fontes e metodologias de naturezas diversificadas com a finalidade de apreender a multiplicidade epistemológica do campo de modo a elaborar parâmetros que possibilitaram a comparação entre as práticas científicas das duas subáreas. Assim, as fontes foram: documentos produzidos por grupos distintos ligados às duas subáreas da Educação Física, denominados aqui de “Cartas”, bem como os documentos de , analisadas a partir do princípio da “comparação e contradição”; o textos presentes no “foco e escopo” de uma amostra de 143 periódicos científicos utilizados pelos bolsistas de produtividade em pesquisa, que foram submetidos ao software Iramuteq e investigados sobre o rigor do “paradigma indiciário”, buscando compreender o impacto do critério de Aderência epistemológica adotado na avaliação de periódicos; faz uso de uma amostra de 600 artigos veiculados nos periódicos científicos mais relevantes da Educação Física brasileira nos quais foram analisados a autoria, a procedência territorial, o perfil dos periódicos em que foram veiculados, o movimento de internacionalização, as referências citadas (e indicadores de vida média e obsolescência), e as redes de colaboração científica formadas pelos pesquisadores das duas subáreas. Em suma, a tese centra o foco nas tensões existentes no campo de Educação Física, trazendo à baila os aspectos especulativos das críticas proferidas pelos grupos que disputam a hegemonia científica. Assim, o estudo conclui-se demonstrando as semelhanças existentes entre as Subáreas Biodinâmica do Movimento e Sociocultural e Pedagógica, salientando a relevância do exercício da crítica fundamentada empiricamente que auxiliem na construção de uma política científica mais equânime e democrática para a área de Educação Física.

Abstract: The aim of this thesis was to understand the profile of science practiced in scientific periodism that appears as a range of options in Brazilian Physical Education, comparing the characteristics of scientific practices inherent to the Biodynamic Subareas of Movement and the Sociocultural and Pedagogical of this field. With quali-quantitative and bibliometric and historiographic characteristics, the study was divided into five chapters, in which sources and methodologies of diverse natures were privileged in order to grasp the epistemological multiplicity of the field in order to elaborate parameters that allowed the comparison between scientific practices of the two subareas. Thus, the sources were: documents produced by distinct groups linked to the two subareas of Physical Education, here called “Letters”, as well as the documents of, analyzed from the principle of “comparison and contradiction”; the texts present in the “focus and scope” of a sample of 143 scientific journals used by research productivity fellows submitted to the Iramuteq software and investigated on the rigor of the “indiciary paradigm”, seeking to understand the impact of the epistemological adherence criteria adopted in the evaluation of scientific journals; It makes use of a sample of 600 articles published in the most relevant scientific journals of Brazilian Physical Education in which the authorship, the territorial origin, the profile of the journals in which they were published, the internationalization movement, the cited references (and indicators of average life and obsolescence), and the networks of scientific collaboration formed by the researchers of the two subareas. The thesis focuses on the existing tensions in the field of Physical Education, bringing to light the speculative aspects of the criticisms made by the groups that dispute the scientific hegemony. Thus, the study concludes by demonstrating the similarities between the Biodynamic Subareas of Movement and Sociocultural and Pedagogical, emphasizing the relevance of the exercise of empirically grounded criticism that help in the construction of a more equitable and democratic scientific policy for Physical Education.


Collections: