PESSOAS COM DEFICIÊNCIA: DESAFIOS ENFRENTADOS NO MERCADO DE TRABALHO

Alves, Edryelle Marcos (2023)

tcc

RESUMO: Este artigo aborda as barreiras enfrentadas pelas Pessoas com Deficiência (PcD) no mercado de trabalho. O estudo começa por definir o conceito de deficiência e os seus tipos, a inclusão social e as leis que asseguram as PcD. O objetivo da pesquisa é responder à questão: Quais são as barreiras enfrentadas pelas Pessoas com Deficiência no mercado de trabalho? Duas hipóteses são testadas:(i) a falta de qualificação profissional não tem relação significativa com as barreiras enfrentadas pelas PcD, e (ii) a qualificação profissional tem relação significativa com essas barreiras. A pesquisa é conduzida como uma pesquisa de campo, utilizando a abordagem mista, quantitativa e qualitativa. A amostra é selecionada por conveniência e envolve 33 PcD. A maioria enfrenta barreiras atitudinais no local de trabalho. Grande parte dos participantes considera que os estudos têm impacto positivo no crescimento profissional. No entanto, a satisfação com alguns fatores, como os direitos na instituição, é baixa, com 46% de insatisfação. O estudo destaca áreas que precisam de melhorias, como a integração social e o tratamento justo no local de trabalho.

ABSTRACT: This article addresses the barriers faced by People with Disabilities (PwD) in the labor market. The study begins by defining the concept of disability and its types, social inclusion, and the laws that ensure the rights of PwD. The research aims to answer the question: What are the barriers faced by People with Disabilities in the labor market? Two hypotheses are tested: (i) a lack of professional qualification is not significantly related to the barriers facedby PwD, and (ii) professional qualification is significantly related to these barriers. The research is conducted as a field study, using a mixed, quantitative, and qualitative approach. The sample is selected for convenience and involves 33 PwD. The majority faces attitudinal barriers in the workplace. A significant portion of the participants believes that education has a positive impact on professional growth. However, satisfaction with some factors, such as rights within the institution, is low, with 46% dissatisfaction. The study highlights areas that need improvement, such as social integration and fair treatment in the workplace.