Rompendo muros, trilhando conhecimentos : contribuições da aula de campo para a alfabetização científica

Sousa, José Ramos de (2018)

Dissertação de Mestrado

RESUMO: O presente apresenta pesquisa realizada no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Humanidades do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (IFES), cujo o objetivo é desenvolver uma intervenção pedagógica participativa no Parque Municipal Natural Mochuara em Cariacica/ES destacando como a aula de campo nesse espaço contribui para favorecer avanços na alfabetização científica dos alunos. Adota-se a metodologia da pesquisa qualitativa do tipo exploratória. Os principais referenciais teóricos dessa pesquisa são os pressupostos da Teoria Pedagógica Progressista Libertadora de Paulo Freire, da Complexidade de Edgar Morin, da Teoria Sociocultural de Lev Vigotsky, em diálogo com a Teoria das aulas de campo e com os debates no campo da Alfabetização Científica. Participaram desta pesquisa quinze alunos do 1º ano do Ensino Médio da rede pública estadual do Espírito Santo, em três etapas distintas: o Pré-Campo que envolveu uma investigação dos conhecimentos prévios dos alunos em cinco módulos, sendo duas oficinas: fotografia e georreferenciamento. A saída de campo realizada em pontos estratégicos de observação e atividades de intervenção pedagógica, fazendo uso de exposição dialogada e de um roteiro de atividades de campo. O Pós-campo quando os alunos realizaram uma roda de conversa, produziram desenhos, responderam um questionário e escolheram uma fotografia pessoal tirada no Parque Mochuara. Os resultados indicaram que a atividade estimulou, a capacidade de organização das informações, levantamento de hipótese, aprofundamento dos conceitos de ciências, a autoestima dos alunos, e a aplicação do conhecimento na prática social promovendo a alfabetização científica dos alunos. Como fruto dessa pesquisa elaboramos um caderno pedagógico de aulas de campo no Parque Municipal Natural Mochuara/Cariacica (ES), que poderá auxiliar outros educadores na realização de atividades educativas no referido espaço.

ABSTRACT: This paper presents a research carried out in the Postgraduate Program in Humanities Education of the Federal Institute of Education, Science and Technology of Espírito Santo (Ifes), whose objective is to develop a participatory pedagogical intervention in the Mochuara Natural Municipal Park in Cariacica / ES, highlighting as the field class in this space contributes to fostering advances in students' scientific literacy. The methodology of exploratory qualitative research is adopted. The main theoretical references of this research are the assumptions of Paulo Freire's Theory of Progressive Liberation, Edgar Morin's Complexity, Lev Vigotsky's Sociocultural Theory, in dialogue with the Field Classes Theory and the debates in the field of Scientific Literacy. Fifteen students of the 1st year of high school in the state public network of Espírito Santo participated in this research, in three distinct stages: the Pre-Field that involved an investigation of the students' previous knowledge in five modules, being two workshops: photography and georeferencing. Field exits at strategic points of observation and pedagogic intervention activities, making use of a dialogical exhibition and a road map of field activities. Post-field when the students held a conversation, produced drawings, answered a questionnaire and chose a personal photograph taken at Parque Mochuara. The results indicated that the activity stimulated, the ability to organize information, hypothesis assessment, deepening of the concepts of science, students 'self-esteem, and the application of knowledge in social practice promoting students' scientific literacy. As a result of this research, we developed a pedagogical book of field lessons in the Mochuara / Cariacica (ES) Natural Municipal Park, which may assist other educators in carrying out educational activities in said space.


Coleções: