O Parque Moscoso como espaço-memória da cidade de Vitória : a educação na cidade em debate na formação continuada de professores

Pinheiro, Larissa Franco de Mello Aquino (2018)

Dissertação de mestrado

RESUMO: O objeto da presente pesquisa é o Parque Moscoso, parque urbano situado no centro histórico da cidade de Vitória/ES, e suas interfaces com educação, memória e cidade. O objetivo da investigação é compreender de forma crítica as relações entre memória e cidade para propor material educativo, voltado para o estudo desse, a ser compartilhado e validado por meio de formação de professores. Assim, busca responder: quais são os interesses em conflitos que se condensam na história do Parque Moscoso? Que tipo de experiência subjetiva memorialísticas diante dessa história possuem alguns sujeitos que frequentaram esse lugar? Para alcançar esse objetivo utilizamos três metodologias de pesquisa: uma voltada para a elaboração do estudo sobre o Parque Moscoso, outra empregada na formação de professores, e, por fim, uma específica para o material educativo. A investigação do objeto de pesquisa Parque Moscoso está inserida dentro das chamadas pesquisas qualitativas de abordagem exploratória. Para isso, nos utilizamos da pesquisa bibliográfica e da pesquisa documental. Em relação à formação de professores a escolha foi pela pesquisa intervenção com ações colaborativas, de acordo com Freitas e Damiani. Por fim, em relação ao material educativo tomamos como referência os momentos pedagógicos de Saviani e Ciavatta que por meio de uma análise crítica e de historicidade dos acontecimentos, utiliza a fotografia como fonte histórica. Para a leitura de imagens optamos pela perspectiva dialógica e polifônica trazida por Bakhtin. Em termos de referenciais teóricos, na linha da educação dialogamos com as propostas da Psicologia Histórico-Cultural e da Pedagogia Histórico-Crítica, tendo como principais referências Vigotski e Saviani, respectivamente. Em relação aos estudos da educação na cidade tomamos como referências Chisté e Sgarbi, Freire, Gadotti e Lefrebvre. Por fim, em relação à memória, a pesquisa dialoga com Jacques Le Goff no que diz respeito ao tratamento que dá a fotografia como fonte de pesquisa e memória. Em linhas gerais concluímos que o Parque Moscoso é um espaço educativo que por meio de sua memória e, dependendo das mediações promovidas, pode revelar contradições sociais que vem se constituindo juntamente com a história da cidade.

ABSTRACT: The object of this research is the Parque Moscoso, an urban park located in the historical center of the city of Vitória/ES, and its interfaces with education, memory and city. The purpose of the research is to critically understand the relations between memory and city to propose educational material, aimed at the study of this, to be shared and validated through teacher training. Thus, it tries to answer: what are the interests in conflicts that condense in the history of Moscoso Park? What kind of subjective memorialistic experience in this story do some of the subjects that attended this place have? To achieve this goal, we used three research methodologies: one focused on the study of Parque Moscoso, another teacher training center, and, finally, a specific one for educational material. The investigation of the Parque Moscoso research object is part of the so-called exploratory approach qualitative research. For this, we use bibliographical research and documentary research. Regarding teacher training, the choice was for intervention research with collaborative actions, according to Freitas and Damiani. Finally, in relation to the educational material, we take as reference the pedagogical moments of Saviani and Ciavatta who, through a critical analysis and historicity of events, use photography as a historical source. For the reading of images we opted for the dialogical and polyphonic perspective brought by Bakhtin. In terms of theoretical references, in the line of education we dialogue with the proposals of Historical-Cultural Psychology and Historical-Critical Pedagogy, having as main references Vigotski and Saviani, respectively. Regarding education studies in the city, we refer to Chisté and Sgarbi, Freire, Gadotti and Lefrebvre. Finally, in relation to memory, the research dialogues with Jacques Le Goff regarding the treatment of photography as a source of research and memory. In general terms we conclude that Parque Moscoso is an educational space that, through its memory and, depending on the promoted mediations, can reveal social contradictions that have been forming along with the history of the city.


Colecciones: