Acessibilidade dos estudantes com deficiência às bibliotecas de Ensino Profissional e Tecnológico

Amaral, Quezia Barbosa de Oliveira (2023)

dissertacao_mestrado

RESUMO: No processo de democratização da informação e do conhecimento, as bibliotecas ganham destaque, pois devem atender a todos os usuários de forma a garantir a equidade em relação ao acesso à informação e ao espaço físico disponibilizado. Tomando por base este princípio, a presente pesquisa teve como objetivo investigar as barreiras e as possíveis soluções de acessibilidade para uso das bibliotecas por pessoas com deficiência motora, auditiva/ surdez e visual. A pesquisa foi de abordagem qualitativa e natureza aplicada. Os sujeitos participantes foram os estudantes com deficiência motora, visual e auditiva/surdez do Instituto Federal do Espírito Santos (Ifes) dos campi Vitória, Vila Velha, Serra e Cariacica. Os procedimentos metodológicos definidos compreenderam as seguintes fases: levantamento de dados dos estudantes com deficiência, aplicação do questionário e observação por meio de visita aos campi participantes. Os resultados apontaram uma melhora quanto à acessibilidade arquitetônica, porém as bibliotecas do Ifes necessitam se preparar melhor para atender aos estudantes com deficiência, quanto aos aspectos comunicacionais, instrumentais e atitudinais. A pesquisa aponta a falta de acessibilidade nesses espaços e a necessidade de uma parceria da biblioteca com o Napne, a coordenação do curso, a gestão ou outros setores que se fizerem necessários, a fim de se pensar e desenvolver políticas públicas para um atendimento inclusivo a esses estudantes. Com base nos dados coletados e nas leituras feitas foi desenvolvido um produto educacional, a saber, três animações virtuais (cada uma sobre uma deficiência - motora, visual e auditiva) e um manual, que traz orientações aos bibliotecários sobre as adequações necessárias no espaço da biblioteca para um atendimento inclusivo e o desenvolvimento de animações que podem ser utilizadas em outros ambientes escolares.

ABSTRACT: In the process of democratization of information and knowledge, libraries gain prominence, as they must serve all users in order to ensure equity in relation to access to information and the physical space made available. Based on this principle, this research aimed to investigate the barriers and possible accessibility solutions for the use of libraries by people with motor, hearing / deafness and visual impairment. The research was of qualitative approach and applied nature. The participants were students with motor, visual and hearing impairment/deafness of the Federal Institute of Espírito Santos (Ifes) of the Vitória, Vila Velha, Serra and Cariacica campuses. The methodological procedures defined comprised the following phases: data collection of students with disabilities, application of the questionnaire and observation through visits to participating campuses. The results showed an improvement in architectural accessibility, but the Ifes libraries need to be better prepared to serve students with disabilities, regarding communicational, instrumental and attitudinal aspects. The research points out the lack of accessibility in these spaces and the need for a partnership between the library and Napne, the coordination of the course, the management or other sectors that are necessary, in order to think and develop public policies for an inclusive service to these students. Based on the data collected and the readings made, an educational product was developed, namely, three virtual animations (each about a disability - motor, visual and auditory) and a manual, which provides guidance to librarians on the necessary adaptations in the library space for an inclusive service and the development of animations that can be used in other school environments.


Collections: