Educação não formal em ciências ofertada como projeto de extensão universitária: uso do meio virtual como espaço informal para educação ambiental

Fabri, Paulo Henrique (2022)

tese de doutorado

O presente trabalho foi desenvolvido com o objetivo de investigar a contribuição da educação não formal, ocorrida em espaços informais, na aprendizagem de conceitos de ciências, bem como na formação de um pensamento crítico acerca dos impactos causados por materiais plásticos no meio ambiente. Dessa forma, buscou responder a seguinte questão: a educação não formal, ofertada como projeto de extensão universitária em espaço virtual, pode contribuir na aprendizagem de conceitos associados aos impactos do plástico no meio ambiente e na formação crítica do cidadão relacionada à Educação Ambiental? Para isso, elaborou-se uma sequência didática com caráter extensionista para ser aplicada de forma virtual, tendo em vista o contexto pandêmico enfrentado pela equipe de pesquisa durante a execução do projeto. Alguns dados foram coletados por meio de questionários, os quais continham perguntas objetivas referentes às características dos voluntários e à sequência didática em si. Além disso, obteve-se dados por meio de respostas discursivas. Fez- se uma análise quantitativa dos dados coletados pelas questões objetivas, apresentando-os na forma de gráficos. Os dados qualitativos gerados por meio de respostas textuais foram submetidos à metodologia de análise de conteúdo de Bardin com uma abordagem convencional. Com a análise quantitativa dos dados coletados, foi possível identificar diversas características dos voluntários participantes da pesquisa, dentre elas: faixa etária, grau de escolaridade, localidade de residência. Participaram da pesquisa pessoas com todo grau de formação (fundamental, médio, superior e pós), moradoras de 90 cidades distribuídas em 8 Estados Federativos e o Distrito Federal. A faixa etária predominante foi entre 26 e 40 anos, correspondendo a 36,9% dos participantes. A maioria (35,1%) estava cursando ou havia concluído o ensino médio. Por meio da análise de conteúdo convencional obteve-se um total de 14 códigos distribuídos em 4 categorias, sendo elas: Contribuição na aprendizagem; Formação de um pensamento crítico reflexivo; Reconhecimento da necessidade de mudança nas ações; Concepções sobre a proposta didática. Ao analisar as respostas, foi possível observar indicativos de contribuição da proposta na construção do conhecimento dos participantes, bem como a presença de um pensamento crítico reflexivo. Os voluntários classificaram a sequência didática como lúdica, interessante, dinâmica, dialógicas, dentre outras qualidades. A sequência didática mostrou-se um potencial instrumento para a divulgação de conhecimentos científicos capaz de promover uma reflexão sobre assuntos científicos. Além disso, o trabalho demonstrou estar bem alinhado com as novas Diretrizes para a Extensão na Educação Superior Brasileira e com a tendência atual de uma educação virtual.

The following research dissertation focused on investigating the contribution of nonformal education, which took place in informal spaces, in the learning of science concepts, as well as in critical thinking development concerning impacts caused by plastic materials in the environment. Thus, we also sought to answer the following question: can non-formal education, offered as a university extension project in a virtual space, contribute to the learning of concepts associated with the impacts of plastic on the environment and in the critical formation of citizens related to Environmental Education? By doing so, we carried out a virtually-extensionist didactic sequence, taking into account the pandemic context. We collected some data through online questionnaires, structured on multiple-choice questions regarding volunteers’ characteristics in face of the didactic sequence. Last but not least, data were also obtained through discursive responses. Based on data collected through multiplechoice questions, we structured graphs for quantitative analysis. When it comes to qualitative data obtained through discursive responses, they were submitted to Bardin's content analysis under a conventional approach. In the light of quantitative analysis, we could identify several volunteers’ characteristics who played an important role in the research, such as: age group, education level, place of residence. As respondents, we included volunteers of all education levels, from 90 municipalities, distributed in 8 Brazilian federative states, including the Federal District. Respondents aged between 26 and 40 years old corresponded to 36.9%, being the predominant group. Most of them (35.1%) were attending or had completed high school. Through conventional content analysis, we obtained 14 codes, divided into four categories: Contribution to the learning; Reflective and Critical Thinking Development; Recognition of the need to change actions; Conceptions concerning the didactic sequence. When analyzing responses, we observed evidence on the didactic sequence's contribution to the construction of respondents’ scientific knowledge, as well as the presence of reflective and critical thinking. Volunteers considered didactic sequence as ludic, interesting, dynamic, dialogical, among other aspects. Such didactic sequence proved to be a potential instrument for the dissemination of scientific knowledge, capable of promoting reflection concerning scientific topics. Hopefully, this research study confirmed to be well related to the new Guidelines for Extension Projects in Brazilian Higher Education as well as with current trends regarding distance education.


Colecciones: