Formação docente, vivências cotidianas no trabalho e processos de subjetivação entre professores do Instituto Federal do Espírito Santo – Campus Vitória

Rodrigez, Breno Lima (2022)

tese de doutorado

RESUMO: A tese aborda os processos de formação, trabalho e subjetivação entre professores do Ensino Médio em uma escola pública federal - Instituto Federal do Espírito Santo. Com o objetivo de investigar e refletir como tais processos marcam e dirigem a constituição de docentes na educação profissional. Uma mostra de dez professores que atuam no campus Vitória compõe-se como parceiros colaboradores na pesquisa, atores e atrizes que escutamos em longas conversações mediadas por entrevistas semiestruturadas. As formas pelas quais eles construíram e constroem suas práticas docentes revelam a docência como um território existencial e relacional. A partir de um referencial pós-estruturalista que compreende a escola não como um lugar formatado por uma identidade fixa, mas portadora de incontáveis fluxos que se atravessam e possibilitam a constituição de encontros que emanam potência, vida e resistência aos processos de governamentalidade neoliberal e suas tentativas de dominação dos sujeitos. Na mesma perspectiva, a ideia de uma identidade docente, única é homogênea, é desconstruída, possibilitando compreender esses sujeitos como portadores de experiências formativas pessoais, além de suas vivências do trabalho cotidiano na escola, fortalecendo a noção da escola como um lugar múltiplo. A partir da relação estabelecida com os dez professores colaboradores, os resultados revelam as tramas que entrelaçam a trajetória da formação docente de cada um como sujeito às práticas cotidianas no trabalho. interpretamos possíveis estratégias de resistência aos avanços neoliberais que atravessam as políticas de educação. A constituição da subjetividade do professor é tecida nas relações que tecem em suas vivências. A partir de uma análise dos relatos e discursos de si, com inspiração foucaultiana, foi possível entrever as aproximações e afastamentos entre os discursos desses professores e as potências na/da/para novas possibilidades na escola.


Coleções: