Educação ambiental: a formação do sujeito crítico e ecológico no processo de escolarização

Barcellos, Giordana Dalmaso (2022)

tcc

A educação ambiental é um tema transversal, que por lei deve ser trabalhado na escola, sendo que nos conteúdos básicos dos componentes curriculares de ciências se apresenta inserido em alguns momentos da grade curricular, tendo maiores inserções de tal temática no ensino fundamental. Devido os conteúdos e conceitos da educação ambiental serem geralmente apresentados desconectados da realidade do contexto do aluno e às vezes as práticas apresentadas estarem pouco difundidas na instituição de ensino, de forma incentivadora, muitos discentes acabam não gerando um despertar pela sua formação ecológica crítica. Através das ideias apresentadas, pode-se desenvolver dentro das aulas de Ciências Agropecuárias, atividades práticas e lúdicas que desenvolvam nos estudantes a criticidade com relação a educação ambiental. A pedagogia da alternância vivenciada pelos estudantes da escola campesina, visa a valorização das pessoas do campo e o sentimento de pertença pelo campo, com isso é fundamental que os estudantes além de desenvolverem este sentimento, aprendam a usar e desfrutar do ambiente de forma a suprir as suas necessidades, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações. A principal discussões da proposta de intervenção é evidenciar a importância da problematização da Educação Ambiental no ambiente escolar, de forma prática e envolvendo a realidade dos estudantes, visando a participação do sujeito e com o objetivo de desenvolver no ser humano uma maior sensibilização sobre o meio ambiente, como sendo um lugar para as futuras gerações. A pesquisa tem por finalidade analisar o processo de formação dos sujeitos ecológicos, através de metodologias de ensino no processo de ensino da Educação Ambiental.

Environmental education is a cross-cutting theme, which by law must be worked on at school, and in the basic contents of the science curriculum components it is inserted in some moments of the curriculum, with greater insertions of this theme in elementary school. Because the contents and concepts of environmental education are generally presented disconnected from the reality of the student's context and sometimes the practices presented are not widespread in the educational institution, in an encouraging way, many students end up not generating an awakening for their critical ecological training. Through the ideas presented, practical and recreational activities can be developed within the Agricultural Sciences classes that develop in students the criticality in relation to environmental education. The pedagogy of alternation experienced by the students of the peasant school, aims at valuing people from the countryside and the feeling of belonging to the countryside, so it is essential that students, in addition to developing this feeling, learn to use and enjoy the environment in order to supply their needs without compromising the ability to meet the needs of future generations. The main discussions of the intervention proposal is to highlight the importance of problematizing Environmental Education in the school environment, in a practical way and involving the reality of students, aiming at the participation of the subject and with the objective of developing in the human being a greater awareness of the environment. environment, as a place for future generations. The research aims to analyze the process of formation of ecological subjects, through teaching methodologies in the teaching process of Environmental Education.


Colecciones: