Incorporação de resíduo dregs da indústria de celulose na produção de cerâmica

RIBEIRO, Igor Miranda (2022)

tcc

Esse estudo trata do estado da arte de trabalhos científicos para verificar o cenário da incorporação de resíduos dregs na produção da indústria cerâmica. O resíduo em questão trata-se de um resíduo proveniente da produção de celulose, cuja indústria tem batido recordes em sua produção, gerando 22,5 milhões de toneladas de celulose no ano de 2021. Com essa alta produção, consequentemente à um fator ambiental que chama atenção, a também alta geração de resíduo celulósico, que tem como destino segundo a Lei Federal de n° 12.305 de 02 de agosto de 2010, aterros industriais. A verificação da viabilidade técnica da utilização do resíduo dregs vem da ideia de fazer com que os resíduos dregs substitua a massa argilosa, fazendo com que se torne um novo produto, que tem como um possível destino a indústria cerâmica, que vem se destacando em co-processar diferentes tipos de resíduos na sua produção, que envolve as etapas de preparação da matéria-prima, preparação da massa, formação das peças, tratamento térmico, secagem, queima, decoração e acabamento. Para isso foram verificados artigos científicos de diferentes autores para ter uma resposta consistente em relação ao tema. Os autores apresentam todos os estudos necessários para validar o uso desses resíduos, nesses estudos são propostos que a incorporação seja em termos percentuais entre 5% e 40% de resíduos dregs. A metodologia utilizada seguiu de forma escalada, localizando e selecionando as referências, após isso, analisando as composições químicas dos resíduos dregs e análise das diferenças de composições do dregs devido a localização.


Colecciones: