Germinação e vigor de sementes de quiabo em diferentes tempos de embebição em água de coco

Santos, Letícia de Souza dos (2022)

tcc

Objetivou-se com esse experimento avaliar os efeitos da água de coco na germinação das sementes de quiabo. O experimento foi submetido aos seguintes tratamentos: T0) testemunha; T1) 6h em água pura; T2) 12h em água pura; T3) 24h em água pura; T4) 36h em água pura; T5) 6h em água de coco; T6) 12h em água de coco; T7) 24h em água de coco e T8) 36h em água de coco. As análises foram feitas através das avaliações dos seguintes parâmetros de germinação e vigor: teste de germinação, índice de velocidade de germinação, teste de umidade, número de plântulas normais, comprimento de plântulas, comprimento aéreo e radicular, massa fresca/seca aéreo e radicular. O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado (DIC), com quatro repetições, em esquema fatorial 2 x 4 (líquidos x tempos de embebição), com um tratamento adicional (testemunha). Os dados foram submetidos à análise de variância (ANOVA) e posteriormente, teste de regressão ao nível de 5% para o erro tipo I. Os resultados do potencial de germinação das sementes de quiabo sob diferentes tempos de embebição em água de coco não obteve resultados satisfatórios, no entanto, o vigor apresentou resultados significativos em função das variáveis comprimento de plântulas e massa fresca radicular. Conclui-se com o presente experimento que o tempo de embebição das sementes por 36h em água de coco obteve o melhor desempenho em relação a variável comprimento de plântulas e massa fresca radicular, atuando positivamente no vigor das plântulas de quiabo.


Collections: