O desenho como instrumento de análise do desenvolvimento cognitivo da criança na fase pré-operacional

Garbelotto, Jhulia Maretto (2022)

tcc

O presente trabalho tem como objetivo investigar o uso do desenho como instrumento de observação do desenvolvimento cognitivo das crianças de quatro anos na Educação Infantil (fase pré-operatória). Para isso, utilizou-se como percurso metodológico a abordagem qualitativa de uma pesquisa bibliográfica e de uma pesquisa de campo. O desenvolvimento da pesquisa se deu em cinco momentos, sendo eles: revisão de literatura com base em teses, artigos e publicações nos sites de busca Scielo- Scientific e Google acadêmico; referencial teórico com base nos conceitos de infância para Sarmento (2005) , Ariés (2012) e BNCC (2018) como documento legal correspondente à etapa da educação infantil; a teoria cognitivista tendo como base os estudos de Coutinho (1992), Von Glaserfield (1997) , Moreira (1999), Piaget (2003), Goulart (2005), Freitas (2010) e Bédard (1998), como referência de análise dos desenhos; pesquisa de campo através da coleta de dados, que ocorreu em uma escola privada do município de Vila Velha, dividida em dois momentos: (i) por meio de um questionário estruturado, com dez perguntas abertas, realizado com a professora regente da turma observada; (ii) através de desenhos feitos pelos alunos, de acordo com a proposta apresentada pela pesquisadora, após uma sessão de contação de história. O último momento levou em consideração a análise dos desenhos visto que foram utilizadas as características apresentadas nas fases do desenho infantil, de acordo com Piaget (1976), e alguns critérios abordados pela pedagoga Bédard (1998). Buscou-se analisar a relação entre o desenho e o desenvolvimento do avanço cognitivo, através de algumas noções da abordagem cognitivista sobre tais práticas utilizadas na aplicação desse instrumento com crianças de quatro anos de idade, na Educação Infantil. Assim, com essa pesquisa, foi realizada a tentativa de ampliar o conhecimento acerca da importância da prática do desenho. Através desse artefato, é possível conhecer e compreender em qual etapa do desenvolvimento a criança se encontra e, a partir disso, oferecer novas possibilidades que potencializem o avanço dela.

The present work aims to investigate the use of the design as an instrument for observing the cognitive development of four-year-old children in Early Childhood Education (preoperative phase). For this, the qualitative approach of a bibliographic research and field research was used as a methodological path. The research was developed in five moments, being: literature review based on theses, articles and publications on the search sites Scielo- Scientific and Google academic; theoretical framework based on the concepts of childhood for Sarmento (2005), Ariés (2012) and BNCC (2018) as a legal document corresponding to the stage of early childhood education; the cognitivista theory based on the studies of Coutinho (1992), Von Glaserfield (1997) , Moreira (1999), Piaget (2003), Goulart (2005), Freitas (2010) and Bédard (1998), as a reference of analysis of the drawings; field research through data collection, which occurred in a private school in the municipality of Vila Velha, divided into two moments: (i) through a structured questionnaire, with ten open questions, conducted with the teacher regent of the observed class; (ii) through drawings made by the students, according to the proposal presented by the researcher, after a storytelling session. The last moment took into account the analysis of the drawings since the characteristics presented in the phases of children's drawing were used, according to Piaget (1976), and some criteria addressed by the pedagogue Bédard (1998). We sought to analyze the relationship between the design and development of cognitive advancement, through some of the cognitivist approach on such practices used in the application of this instrument with four-year-old children in Early Childhood Education. Thus, with this research, an attempt was made to expand the knowledge about the importance of drawing practice. Through this artifact, it is possible to know and understand at what stage of development the child is in and, from this, offer new possibilities that enhance the advance of it.


Colecciones: