O estágio supervisionado na educação profissional e tecnológica : rodas de conversa como proposta de acompanhamento e avaliação

Nascimento, Walace Andrade Cruz (2022)

dissertação de mestrado

RESUMO: Este estudo apresenta como temática principal a discussão de que forma se efetuam os aspectos práticos do acompanhamento e da avaliação do Estágio Supervisionado na educação profissional técnica, ofertada na forma subsequente ao Ensino Médio por parte do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia - Ifes - no campus Serra, particularmente do Curso Técnico em Informática, turma 2020-2021. Tendo como premissa o conceito de que o estágio é um ato educativo escolar supervisionado, desenvolvido no ambiente de trabalho, e que a dimensão do trabalho é um dos fundamentos no processo da formação do estudante na Educação Profissional, buscou-se, neste estudo, analisar, objetivamente, em que medida os aspectos práticos do acompanhamento e da avaliação do Estágio Supervisionado, por parte do Ifes, efetivamente acontecem e corroboram com o processo de formação dos estudantes. Este estudo nasceu da ligação entre nossa atividade diária como Técnico Administrativo em Educação - TAE, e o conhecimento teórico adquirido no Programa de Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica - ProfEPT. No intuito de respondermos à inquietação que resultou desta ligação, propusemos uma pesquisa com abordagem qualitativa, utilizando-nos da análise documental como técnica de pesquisa no Projeto Pedagógico Institucional (PPI), no Projeto Pedagógico do Curso (PPC), na Resolução nº 58/2018 do Conselho Superior do Ifes sobre o Estágio Supervisionado. Nos utilizamos também da realização de um questionário, onde estudantes e professores do referido curso foram consultados. Como fundamento teórico para este estudo, propomos a apresentação e discussão das categorias relacionadas ao tema da pesquisa, a partir de autores, entre outros, como Ramos (2014), Ciavatta (2009, 2014); Antunes (2004); Saviani (2007); Frigotto (2005). A pesquisa apontou, essencialmente, duas realidades: a necessidade de inserir no Projeto Pedagógico do Curso os conceitos pedagógico e legal do Estágio Supervisionado; e a necessidade de dirimir o distanciamento entre o professor orientador e o estudante estagiário no processo de acompanhamento e avaliação do estágio. Como Produto Educacional produzimos um Guia de Orientações que descreve o passo-a-passo de como o professor orientador de estágio pode desenvolver a técnica pedagógica “Roda de conversa” em encontros regulares com seus orientandos, utilizando-a como instrumento adicional ao acompanhamento e à avaliação do estágio.


Coleções: