Silício e aminoácidos no manejo de Meloidogyne enterolobii na cultura da goiabeira

Barloesius, Débora Cristina Coitinho (2022)

tcc

O nematoide das galhas (Meloidogyne spp.) é um dos principais causadores de problemas fitossanitários na cultura da goiabeira. No entanto, ainda existem dificuldades em seu controle, sendo necessária a adoção de diferentes medidas integradas para o seu manejo. Objetivou-se com esse trabalho avaliar o efeito do silício associado aos aminoácidos no controle de M. enterolobii na cultura da goiabeira (Psidium guajava L.), bem como no desenvolvimento das plantas. O experimento foi desenvolvido em vasos no viveiro do Instituto Federal do Espírito Santo, campus Santa Teresa. O delineamento experimental foi em blocos cazualizados (DBC), com seis tratamentos, cinco blocos e quatro mudas por unidade experimental, totalizando 120 mudas da variedade ‘Paluma’. Os tratamentos foram constituídos de diferentes doses da mistura de silício solúvel + aminoácidos (Armurox®), sendo 0 L.ha-1.ano-1; 3 L.ha-1.ano-1; 5 L.ha-1.ano-1; 7 L.ha-1.ano-1; 9 L.ha-1.ano-1; 2 L.ha-1 de Fluensulfone® (controle positivo). O inóculo de M. enterolobii foi obtido de plantas da variedade ‘Paluma’ naturalmente infestada, na concentração de 2500 ovos+J2 por mililitro. As mudas foram inoculadas com 2 ml da suspensão em cada sistema radicular, aplicando-se uma população inicial (Pi) de 5000 ovos+j2/planta. Aos 7 dias da inoculação foi avaliado a altura de plantas e o diâmetro do coleto, aplicando em seguida as respectivas doses do produto. Aos 98 dias após a aplicação dos tratamentos, foi realizada a avaliação da altura das plantas, diâmetro dos brotos, número de galhas por sistema radicular, número de ovos e J2 (População final - Pf), fator de reprodução, massa fresca da parte aérea e das raízes, massa seca da parte aérea e das raízes, índice de qualidade Dickson (IQD). Não foram observadas diferenças no índice de qualidade das mudas e nas variáveis de crescimento avaliadas. Quanto à influência das doses no parasitismo de M. enterolobii, observa-se que a dose de 7,32 L/ha proporciona a máxima redução da reprodução dos nematoides nas mudas e 9 L/ha para o menor número de galhas.


Collections: