Aulas de campo : uma proposta para o ensino de ciências que tenha como eixo integrador a educação ambiental crítica

Nascimento, Flávia Nessrala (2015)

Dissertação de mestrado

RESUMO: O ambiente escolar deixou de ser a única fonte para busca de conhecimento. Na última década, é notório o crescimento da utilização dos espaços educativos não formais pelo espaço formal, a escola. O objetivo geral desta pesquisa foi demonstrar as potencialidades da utilização dos espaços educativos não formais dos municípios de Guarapari e Anchieta, tendo por base a educação ambiental crítica. O problema a que se procurou responder foi assim formulado De que forma as aulas de campo podem contribuir para o desenvolvimento de uma educação ambiental crítica? Para isso, sucederam oito etapas, entre as quais a pesquisa sobre a utilização dos espaços de educação não formal com os professores de ciências da rede estadual do município de Guarapari, as aulas de campo com alunos do 9.°ano B e C da EEEFM Angélica Paixão e a reconstrução do guia didático com base na experiência com os alunos. Os principais referenciais teóricos deste estudo foram Vigotsky, Dermeval Saviani, Carlos Frederico Loureiro e Edgar Morin. Os resultados sugerem que a utilização dos espaços educativos não formais integrados ao espaço formal auxilia na promoção de uma visão integrada sobre o meio ambiente e de uma educação consciente, crítica e problematizadora, apesar de tais características não ocorrerem de forma imediata após a realização do projeto. É importante ressaltar também a necessidade do desenvolvimento de uma educação ambiental crítica de forma permanente em todos os níveis de ensino, e não apenas de forma pontual e desconectada das realidades sociais.

ABSTRACT: The school environment is no longer the only source for seeking knowledge. In the last decade, the growth of using of non-formal educational spaces instead of the school formal space, is notorious. The purpose of this research was to identify potential of the use of non-formal educational spaces in the municipalities of Guarapari and Anchieta, based on the critical environmental education. The problem that it tried to solve sought was so formulated How the field classes can contribute to the development of a critical environmental education? For this, followed eight stages, including research on the use of non-formal education spaces with science teachers from the state system in Guarapari, field classes with students from 9º grade B and C of EEEFM Angelica Paixão and the reconstruction of the teaching guide based on experience with the students. The main theoretical framework of this study were Vigotsky, Dermeval Saviani, Carlos Frederico Loureiro and Edgar Morin. The results suggest that the use of non-formal educational spaces integrated into the formal space assists in promoting an integrated view on the environment and a conscious education, criticism and problem, although these characteristics do not occur immediately after the completion of the project. It is also important to emphasize the need to develop a critical environmental education permanently in all levels of education, not only in a timely manner and disconnected from social realities.