Educadores estatísticos em formação continuada: indícios de identidade docente

Barbosa, Geovane Carlos (2022-04-03)

tese_doutorado

RESUMO: A tese está organizada no formato multipaper numa coletânea com três artigos científicos, sendo dois deles produzidos a partir dos resultados de um curso de formação continuada na modalidade à distância (EaD) para professores de Matemática que ensinam probabilidade e estatística no Ensino Médio e outro fruto de um mapeamento realizado com foco na formação de professores na esfera da Educação Estatística. O eixo desse estudo recai sobre os indícios de redimensionamento da identidade do educador estatístico em professores de Matemática que ensinam probabilidade e estatística quando inseridos em um espaço virtual de formação e de práticas compartilhadas. Metodologicamente, a tese tem como lente teórica a metodologia (auto)biográfica e como instrumentos de produção de dados emprega o uso das narrativas escritas, orais, digitais e entrevistas narrativas. A produção dos dados tomou como base um curso de formação continuada intitulado de Práticas Pedagógicas em Educação Estatística para o Ensino Médio. Buscou-se responder à seguinte questão norteadora: “Quais indícios de redimensionamento da identidade docente são revelados por educadores estatísticos que atuam no Ensino Médio a partir da participação em um curso de práticas pedagógicas de probabilidade e estatística?” Estabelecemos um objetivo para cada um dos três artigos para responder à questão norteadora. No primeiro artigo o objetivo foi mapear a produção científica dos pesquisadores vinculados ao grupo de Educação Estatística (GT-12) da SBEM a partir das teses e dissertações disponíveis no banco de teses da CAPES e no Banco Digital de Teses e Dissertações (BDTD) que consideram como objeto de estudo a formação do professor de Matemática no que se refere ao ensino e aprendizagem da estatística e probabilidade. O segundo artigo tem por finalidade analisar as trajetórias formativas e de desenvolvimento profissional de professores de matemática que ensinam probabilidade e estatística no Ensino Médio por meio de suas narrativas (auto)biográficas, e por fim, o terceiro artigo tem como cerne identificar indícios de redimensionamento da identidade profissional de professores de matemática ao produzirem narrativas (auto)biográficas e se assumirem educadores estatísticos em suas aulas no Ensino Médio. Os resultados do primeiro artigo indicam ausências de trabalhos voltados para a compreensão da identidade do educador estatístico, resultando em um ineditismo dessa tese. No segundo artigo os achados apontaram alguns indícios de redimensionamento da identidade do educador estatístico dentre os quais podemos citar: compromisso com o redimensionamento das práticas pedagógicas e compartilhamento das análises reflexivas sobre as experiências obtidas ao longo do processo formativo. Por fim, o terceiro artigo discutirá com maior profundidade características associadas aos indícios de redimensionamento da identidade do educador estatístico com a inserção de mais dois movimentos dessa identidade, além dos já citados no segundo artigo: reconhecimento de novas perspectivas teórico-metodológicas para o ensino da Estatística e a manifestação sobre a importância da colaboração nos espaços formativos em Educação Estatística. Os três artigos apresentados convergem para evidenciar que embora não existam trabalhos voltados para a identidade do educador estatístico a partir do contexto analisado, é possível constatar redimensionamento de identidade do educador estatístico em espaços virtuais a distância que pautem suas ações dentro de um diálogo coletivo com reflexão e criticidade.

ABSTRACT: This is a multi-paper format thesis with three scientific articles, two of which were produced from results of a continuous education distance learning course (EaD), for mathematics teachers who teach probability and statistics in high school; the other results from mapping focused on teacher education in the scope of statistical education. The axis of this study lies on evidence of resizing the statistical educator identity of mathematics teachers who teach probability and statistics when inserted in a virtual space for teacher education and sharing of practices. Methodologically, the theoretical lens of the thesis is the (auto)biographical methodology, employing written, oral, digital narratives and narrative interviews as data production tools. The production of data was based on a continuous education course entitled Pedagogical Practices in Statistical Education for High School. We sought to answer the following guiding question: “Which evidence of teaching identity resizing is revealed by statistical educators who work in high school, after participating in a course about pedagogical practices on probability and statistics?” In response to the guiding question, an objective was stablished for each of the three articles. In the first article, the objective was to map the scientific production of researchers linked to the Statistical Education Work Group (GT-12) of SBEM, from theses and dissertations available in the theses bank of CAPES and the Digital Bank of Theses and Dissertations (BDTD) whose object of study is the education of mathematics teachers regarding teaching and learning statistics and probability. The second article aims to analyze the formative and professional development trajectories of mathematics teachers who teach probability and statistics in high school through their (auto)biographical narratives; finally, the third article aims to identify signs of resizing of the professional identity of mathematics teachers as they produce (auto)biographical narratives and become statistical educators in their high school classes. The results of the first article indicated a lack of research aimed at understanding the identity of statistical educators, thus the originality of this thesis. In the second article, the findings showed signs of resizing of the identity of statistical educators, among which are: commitment to resizing pedagogical practices and sharing reflective analyzes of the experiences acquired during the teacher education process. Finally, the third article discusses in greater depth characteristics associated with signs of resizing of the identity of statistical educators with the inclusion of two more movements of that identity, in addition to those already mentioned in the second article: recognition of new theoretical-methodological perspectives for teaching statistics, and the manifestation regarding the importance of collaboration in teacher education spaces in statistical education. The three articles converge to show that, although there are no works focused on the identity of statistical educators within the context analyzed, it is possible to observe the resizing of the identity of statistical educators in virtual distance education spaces which guide their actions within a collective dialogue with reflection and criticality.


Collections: