Gênero e enfrentamento à violência contra a mulher na educação: uma articulação entre levante popular da juventude e escola

Verediano, Amanda Stafanato (2019)

dissertação de mestrado

RESUMO: Esta dissertação de Mestrado está vinculada à linha de pesquisa Práticas educativas em Ensino de Humanidades do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Humanidades. Buscamos contribuir com a formação crítica de estudantes de ensino médio da rede estadual de Serra (ES) através da articulação entre Levante popular da Juventude e escola com vistas à desnaturalização da opressão de gênero e o enfrentamento à violência contra a mulher. Como principais referências teóricas, nos ancoramos nas contribuições de autoras feministas para discutir gênero, patriarcado, divisão sexual do trabalho e a imbricação gênero, classe e raça. O estudo traz gênero como construção social imbricada à divisão de classe e raça, remontando a importância do conceito de Patriarcado e da necessidade da desnaturalização da opressão-exploração de gênero vivenciada pelas mulheres. Além disso, estudamos a inter-relação entre gênero e escola e o conceito de movimentos sociais. Utilizamos a Pesquisa participante como metodologia de pesquisa e os pressupostos da pedagogia progressista como metodologia de ensino. Realizamos Rodas de conversa na escola parceira com o objetivo de discutir com as/os estudantes as temáticas relacionadas à diversidade sexual e de gênero, enfrentamento a violência contra a mulher e feminismo. Como resultados, acreditamos ter contribuído com a construção de práticas educativas que desnaturalizem as relações de opressão-exploração de gênero, classe e raça, bem como, estimulado a produção de relações menos desiguais, de respeito e igualdade entre o corpo estudantil. Elaboramos, ainda, material educativo em formativo livreto contendo a temática da desigualdade de gênero e da violência contra a mulher.


Colecciones: