Show simple item record

Uso de preparado homeopático no manejo de formigas cortadeiras em Crotalaria ochroleuca

dc.contributor.advisorPREZOTTI, Lusinério
dc.contributor.authorFaian, Mariele Stinghel
dc.date.accessioned2022-04-29T14:41:37Z
dc.date.available2022-04-29T14:41:37Z
dc.date.issued2022
dc.identifier.citationFAIAN, Mariele Stinghel. Uso de preparado homeopático no manejo de formigas cortadeiras em Crotalaria ochroleuca.2022. 23 f. Monografia (Graduação em Agronomia) - Instituto Federal do Espírito Santo, Santa Teresa, 2022.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ifes.edu.br/handle/123456789/1912
dc.description.abstractAs formigas cortadeiras atuam de forma simbiótica mutualista com fungos, fornecem alimentos e proteção, enquanto os fungos suprem a necessidade de alimentos necessários para as diferentes castas do formigueiro. Tendo em vista a importância ecológica dessas espécies para os ecossistemas, torna-se imprescindível a busca de ferramentas de controle que contemplem também sua manutenção no meio ambiente, sem prejuízos para a produção agrícola. Deste modo, a homeopatia surge como uma alternativa, pois sua ação é de promoção da saúde de todo o agroecossistema, uma vez que os preparados homeopáticos não provocam a morte dos formigueiros. A Crotalaria ochroleuca faz parte da família Fabaceae e é originária da África. É uma leguminosa muito usada para adubação verde contribuindo para a fixação biológica de nitrogênio no solo. Apesar de ser uma planta de simples manejo a crotalária apresenta suscetibilidade ao ataque de insetos. Diante do exposto objetivou-se avaliar a eficiência de preparados homeopáticos no manejo de formigas cortadeiras do gênero Atta (Saúvas), no cultivo de Crotalaria ochroleuca. O experimento foi conduzido entre os meses de dezembro de 2021 a março de 2022, em condições de campo, no Setor de Agroecologia do Instituto Federal do Espírito Santo – Campus Santa Teresa. O delineamento utilizado foi o de blocos casualizados com cinco tratamentos e cinco repetições, sendo os tratamentos: T1: 3CH, T2: 6 CH, T3: 12 CH, T4: 24 CH e T5: teste (somente água). As pulverizações iniciaram-se a partir da emergências das plântulas. Para avaliação da melhor concentração do nosódio realizou-se contagens das plantas de C. ochroleuca a cada 3 dias em um período de 15 dias, totalizando cinco contagens de plantas sobreviventes e seis pulverizações com as dinamizações. Nas condições em que foi desenvolvido o presente trabalho, não foi observado efeito do nosódio para evitar o ataque de formigas cortadeiras na cultura de Crotalaria ochroleuca. Considerando as condições adversas de clima, em especial a quantidade de chuvas, ocorridas durante a condução do experimento, sugere-se a repetição desse trabalho para obtenção de resultados mais conclusivos.pt_BR
dc.format.extent23f.pt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.rightsacesso_abertopt_BR
dc.subjectFormigas cortadeiraspt_BR
dc.subjectHomeopatiapt_BR
dc.subjectCrotaláriapt_BR
dc.titleUso de preparado homeopático no manejo de formigas cortadeiras em Crotalaria ochroleucapt_BR
dc.typetccpt_BR
dc.publisher.localSanta Teresapt_BR
ifes.campusCampus_Santa_Teresapt_BR
dc.description.affiliationIfesCampus_Santa_Teresapt_BR
dc.contributor.memberDaleprane, Francisco Bráz
dc.contributor.memberLo Sardo, Paola Maia


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record