Produção de mudas de alface (Lactuca sativa L.) em substratos a base de húmus e resíduos da secagem dos grãos de pimenta-do-reino

Roldi, Vinicius Bonatto (2019)

tcc

Estudos relacionados ao aproveitamento de resíduos agrícolas na produção de mudas de alface tornaram-se fundamentais por reduzir o custo nesta etapa e por minimizar o risco de contaminação ambiental decorrente do descarte inadequado. Objetivou-se avaliar a potencialidade de utilização da moinha de pimenta como componente de substratos para produção de mudas de alface. O experimento foi realizado no Delineamento Inteiramente Casualizado (DIC), com 6 tratamentos e 10 repetições, sendo: T0 = 0% de moinha de pimenta + 100% de húmus; T1= 10% de moinha de pimenta + 90% de húmus; T2= 20% de moinha de pimenta + 80% de húmus; T3= 30% de moinha de pimenta + 70% de húmus; T4= 40% de moinha de pimenta 60% de húmus; T5= 50% de moinha de pimenta e 50% de húmus. Aos 40 dias após semeio (DAS), avaliou-se a altura de planta; diâmetro do coleto; massa seca da raiz, parte aérea e total, condutividade elétrica do substrato e Índice de Qualidade de Dickson. As variáveis avaliadas foram submetidas à análise de regressão linear, utilizando-se o método dos mínimos quadrados. Os modelos foram escolhidos com base no melhor ajuste em suas curvas de resposta (nível de significância e coeficiente de determinação). Os substratos alternativos contendo de 20-30% de moinha de pimenta + 70-80% de húmus de minhoca proporcionam os maiores valores de todas as variáveis analisadas. Todas variáveis apresentaram comportamento quadrático. O uso de substrato contendo 20-30% de moinha de pimenta + 70- 80% de húmus de minhoca apresenta-se como uma alternativa para produção de mudas de alface, permitindo adequada destinação destes resíduos.


Collections: