Análise pedagógica do clube de ciências como extensão escolar nos anos finais do ensino fundamental : em busca da alfabetização científica com enfoque

Caniçali, Marcio Alessandro Fracalossi (2014)

Dissertação de mestrado

RESUMO: Esta pesquisa se propôs analisar os aspectos pedagógicos de um clube de ciências buscando evidenciar os indícios de práticas pedagógicas inovadoras voltadas para a alfabetização científica. A análise ocorreu à luz da Pedagogia da Práxis e do movimento Ciência- Tecnologia-Sociedade-Ambiente (CTSA). Os sujeitos da pesquisa foram alunos dos anos finais de uma escola pública municipal de ensino fundamental situada no município da Serra– ES. O estudo teve como principais referenciais os teóricos Áttico Chassot, António Cachapuz e Moacir Gadotti. Tratou-se de uma pesquisa qualitativa, do tipo estudo de caso, apoiada em fotografias, vídeos, observações, questionários e entrevistas colhidas ao longo dela. A metodologia de análise se apoiou em Bardin (2011). Para análise da alfabetização científica, recorreu-se às categorias propostas por Sasseron e Carvalho (2008) e os pressupostos CTSA segundo Santos e Mortimer (2002). Os resultados apontaram indícios da promoção da alfabetização científica proporcionada pelos projetos e atividades com enfoque CTSA. Houve identificação de aspectos da Pedagogia da Práxis, apontando que os projetos podem constituir um meio para formar cidadãos planetários, embasados para discutir sobre a sustentabilidade, capazes de desenvolver o uso de recursos virtuais, possibilitando uma visão integradora com possibilidade do exercício da ação e reflexão sobre o seu contexto, conforme assunção dessa pedagogia. As possibilidades são muitas, e as questões inquietantes e desafiadoras. O enfoque CTSA permitiu aos alunos identificar, por meio de atividades diferenciadas e inovadoras, com base na própria realidade, as relações existentes entre Ciência-Tecnologia- Sociedade-Ambiente. Os alunos foram capazes de posicionar-se diante dos problemas levantados, como questões sociais, mediante um olhar local, interferindo na própria realidade. O Clube de Ciências constitui um projeto de extensão viável, que deve ter o apoio de educadores, gestores e secretarias de educação. A partir deste trabalho, foi elaborado um guia didático com ênfase no desenvolvimento de Clube de Ciências como extensão escolar.

ABSTRACT: This research is proposed to analyze the pedagogical aspects of a science club seeking evidence of innovative teaching practices for science literacy. The analysis occurred in the light of the Pedagogy of Praxis and Science-Technology-motion Society-Environment (STSE). The subjects were students of the final year of a local public elementary school located in the municipality of Serra-ES. The study had two main theoretical frameworks Attico Chassot, Antonio Cachapuz and Moacir Gadotti. This was a qualitative research study of the type of case, supported by photographs, videos, observations, questionnaires and interviews collected along it. The analysis methodology relied on Bardin (2011). For analysis of scientific literacy, appealed to the categories proposed by Sasseron and Carvalho (2008) and the CTSA assumptions according to Santos and Mortimer (2002). The results showed evidence of promoting scientific literacy provided by the projects and activities focusing CTSA. Was identified aspects of Pedagogy of Praxis, pointing out that the projects may be a way to form planetary citizens, grounded to discuss sustainability, able to develop the use of virtual resources, enabling an integrated view with the possibility of the exercise of action and reflection on its context, as this assumption pedagogy. The possibilities are many, and the disturbing and challenging issues. The CTSA approach allowed students to identify, through differentiated and innovative activities, based on reality, the relationship between Science-Technology-Society-Environment. Students were able to position themselves in front of the problems as social issues through a local look, interfering with reality. The Science Club is a project viable extension, which must have the support of educators, managers and secretaries of education. From this work, we designed a teaching guide with emphasis on developing Science Club as school outreach.