Show simple item record

(Des)construção do pensamento geométrico : uma experiência compartilhada entre professores e uma aluna surda

dc.contributor.advisorThiengo, Edmar Reis
dc.contributor.authorJesus, Thamires Belo de
dc.date.accessioned2017-08-23T19:59:36Z
dc.date.available2017-08-23T19:59:36Z
dc.date.issued2014
dc.identifier.citationJESUS, Thamires Belo de. (Des)contrução do pensamento geométrico: uma experiência compartilhada entre professores e uma aluna surda. 2014. 183 f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e Matemática) - Instituto Federal do Espírito Santo, Vitória, 2014.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ifes.edu.br/xmlui/handle/123456789/168
dc.description.abstractRESUMO: O eixo central deste estudo surgiu da necessidade de elaborar práticas pedagógicas inclusivas para o ensino e aprendizagem da geometria para alunos surdos. Considerando o aspecto visual da geometria capaz de proporcionar aos sujeitos, que dela se utilizam, meios para interpretar e interagir com o espaço onde vivem e a característica visual do sujeito surdo, este estudo objetiva-se a analisar a (des)construção do pensamento geométrico de uma aluna surda com o uso de materiais pedagógicos. A pesquisa se insere numa abordagem qualitativa. Os dados foram produzidos por meio de uma intervenção realizada com uma aluna surda do 8º ano do Ensino Fundamental juntamente dos profissionais responsáveis pelo ensino de matemática para a mesma, em uma escola municipal localizada em Vitória, ES. As estratégias que englobam este estudo, atividades, materiais pedagógicos, observações e análises, foram elaboradas com base na Teoria da Formação das Ações Mentais por Etapas, criada por Piotr Galperin. Trata-se de uma pesquisa inserida numa abordagem histórico–cultural do ponto de vista do ensino e aprendizagem e numa abordagem socioantropológica, quando nos referimos aos estudos sobre a surdez. Os resultados obtidos indicam que os materiais pedagógicos influenciaram como mediadores entre a aluna surda, os professores e o objeto de ensino em questão, o Pensamento Geométrico. Por meio da intervenção, a aluna conseguiu construir e descontruir inferências referentes aos conteúdos matemáticos que, posteriormente possibilitaram que a mesma transformasse essa ação no plano material em representações mentais dos objetos reais. Com a realização dessa intervenção constatamos que a aluna surda mostrou- se mais independente e consciente de suas ações no decorrer das atividades, à medida que passou a observar o processo de resolução das atividades e não apenas o resultado final.pt_BR
dc.description.abstractABSTRACT: The central focus of this study arose from the need to develop pedagogical practices of geometry teaching and learning of deaf students. Considering the visual appearance of geometry able to provide subjects that used it ways to interpret and interact with the space where they live and the visual feature of the deaf person. This study objective is to examine the (de)construction of the geometric notion of one deaf student using pedagogical materials. The research is part of a qualitative approach. The data were produced by means of an intervention performed with a deaf student in the 8th grade of elementary school along the professionals responsible for teaching math for her, in a municipal school in Vitória, ES. The strategies that comprise this study, activities, teaching materials, observations and analysis were based on the Formation Theory of Mental Actions by Steps, created by Piotr Galperin. This is a research embedded in a historical-cultural approach from the point of view of teaching and learning and also an anthropological approach, when referring to studies about deafness. The obtained results indicate that pedagogical material influenced as mediator between the deaf student, the teachers and the teaching object in question, the Geometric Thinking. Through the intervention, the student was able to construct and deconstruct interferences regarding the mathematical contents which subsequently enabled the deaf student could transform this action on the material plane in mental representations of real objects. With the completion of this intervention found that the deaf student was more independent and aware of her actions during the activities, as she began to observe the process of solving the activities and not just the end result.
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Aberto
dc.subjectGeometria - Estudo e ensinopt_BR
dc.subjectEducação inclusivapt_BR
dc.subjectProfessores e alunospt_BR
dc.subjectEnsino - Meios auxiliarespt_BR
dc.subjectSurdos - Educaçãopt_BR
dc.title(Des)construção do pensamento geométrico : uma experiência compartilhada entre professores e uma aluna surdapt_BR
dc.typeDissertação de mestradopt_BR
ifes.campusCampus Vitória
ifes.underposgraduatePrograma de Pós-graduação em Educação em Ciências e Matemática
dc.identifier.capes30004012002P7
ifes.knowledgeAreaEnsino de ciências e matemática


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record