De surdo para surdo: diálogos sobre o ensino e a aprendizagem de matemática utilizando libras

Fortes, Janielli de Vargas (2021-12-21)

dissertacao_mestrado

Essa dissertação de mestrado apresenta o percurso teórico de uma pesquisa que busca reunir estudantes surdos para discutir Matemática com outros estudantes surdos. Para esses, é importante estarem inseridos em uma sala de aula regular com maior segurança em relação ao conhecimento dos conteúdos matemáticos e mais autonomia para participação efetiva nas aulas, uma vez que o ensino regular é pautado em uma estrutura ouvintista. O referencial teórico assumido neste estudo constitui-se na perspectiva da Educação Inclusiva, nos estudos relacionados à surdez enquanto diferença cultural de Maura Corcini Lopes e Carlos Skliar e na Teoria Histórico-Cultural de Lev Seminovich Vigotski. E como proposta de um produto educacional, temos uma coletânea de vídeos em Libras de um surdo professor de Matemática. Dessa forma, essa proposta de investigação é de caráter qualitativo, tendo por objetivo compreender os processos de ensino e de aprendizagem de Matemática vivenciados por professor de Matemática e estudantes surdos. Os colaboradores desta pesquisa se constituem em dois estudantes surdos do Ensino Médio integrado em Mecânica do Instituto Federal do Espírito Santo e um surdo professor de Matemática. A produção de dados se deu por meio de diálogos entre os colaboradores de pesquisa, em que foram discutidos conteúdos matemáticos, além de grupos focais nos quais foram discutidas estratégias adotadas no processo de ensino e de aprendizagem. Os encontros aconteceram virtualmente e foram gravados e analisados para a descrição e análise dos dados. Como principais apontamentos, temos o fator visual como potencializador tanto para estratégias de ensino, quanto para a aprendizagem de surdos. É importante ressaltar também que a Libras, como a principal comunicação, favoreceu a compreensão das estratégias adotadas tanto pelos estudantes, como pelo surdo professor de Matemática. O conhecimento acerca da singularidade surda, que tem relação direta com a Teoria Histórico-Cultural de Lev Seminovich Vigotski, auxiliou na compreensão das estratégias adotadas pelos surdos. Outra estratégia importante foi a resolução de um dos problemas por meio de agrupamentos, pois, percebeu-se que além da estratégia visual, essa forma de organizar o pensamento matemático pode ser utilizada por professores ao ensinar Matemática para surdos.

This master's thesis presents the theoretical path of a research that seeks to bring together deaf students to discuss mathematics with other deaf students. For them, it is important to be inserted in a regular classroom with greater security in relation to knowledge of mathematical content and more autonomy for effective participation in classes, since regular education is based on a listening structure. The theoretical framework assumed in this study is constituted in the perspective of Inclusive Education, in studies related to deafness as a cultural difference by Maura Corcini Lopes and Carlos Skliar and in the Historical-Cultural Theory of Lev Seminovich Vigotski. And as a proposal for an educational product, we have a collection of videos in Libras from a deaf math teacher. Thus, this research proposal is qualitative in nature, aiming to understand the mathematics teaching and learning processes experienced by mathematics teachers and deaf students. The subjects of this research are two deaf students from high school integrated in mechanics at the Federal Institute of Espírito Santo and a deaf professor of mathematics. Data production took place through dialogues between the research subjects, where mathematical content was discussed, in addition to focus groups where strategies adopted in the teaching and learning process were discussed. The meetings took place virtually, and were recorded and analyzed for the description and analysis of data. As main points, we have the visual factor as a potentiator both for teaching strategies and for the learning of deaf people. It is also important to emphasize that Libras, as the main communication, favored the understanding of the strategies adopted by both students and the deaf math teacher. The knowledge about the deaf singularity, which is directly related to the Historical-Cultural Theory of Lev Seminovich Vigotski, helped to understand the strategies adopted by the deaf. Another important strategy was to solve one of the problems through clusters, as it was noticed that in addition to the visual strategy, this way of organizing mathematical thinking can be used by teachers when teaching mathematics to the deaf.


Colecciones: