Paulo Freire vive! : uma análise da contribuição freiriana à luz das representações sociais

Bedendo, Thaís Ferreira (2021)

dissertação de mestrado

RESUMO: Esta pesquisa busca, a partir de um aporte teórico da vida e obra de Paulo Freire, apresentar uma perspectiva do educador para a batalha de ideias envolvendo as Representações Sociais (RS) de forma a suscitar o pensamento crítico por meio de um produto educacional voltado ao público infantil. Tendo em vista este objetivo geral, foram elencados três objetivos específicos para estruturar o presente trabalho, são eles: 1) apresentação de valores e pressupostos freirianos, correlacionando-os ao período histórico de seu desenvolvimento; 2) apresentar representações de Paulo Freire e analisá-las de acordo com a Teoria das Representações Sociais; 3) por meio de um produto educacional voltado ao público infantil, para entrar na batalha de ideias, apresentar Paulo Freire e a importância da educação crítica como instrumento essencial para a emancipação. Para tanto, a dissertação é dividida em três capítulos, sendo o primeiro encarregado por fazer o suporte em torno da vida e obra de Paulo, utilizando como referências obras do próprio educador e de pesquisadores fundamentais que estudam sua obra, como Ana Maria Araújo Freire, Carlos Rodrigues Brandão, Moacir Gadotti, Ana Maria Saul e Walter Omar Kohan. O segundo capítulo apresenta a Teoria das Representações Sociais e seus principais debates, utilizando como base Serge Moscovici, o fundador dessa teoria, e sua obra primogênita (A psicanálise: sua imagem e seu público) e outros atores, como Lúcia Villas Boas, Michel Maffesoli, Sandra Pesavento e Zeidi Trindade para fazer uma análise de jornais a partir da Teoria das Representações Sociais sobre o educador pernambucano e sua pedagogia. O terceiro e último capítulo expõe como se deu a elaboração do produto educativo A menina que lia o mundo, livro que possui como público-alvo crianças. Maria, protagonista da história, é uma menina negra que apresenta, a partir da história de sua mãe, Paulo Freire e reflexões críticas. Para isso, são utilizados autores fundamentais ao se pensar em materiais educativos, como Gabriel Kaplun, Luciana Ruiz, dentre outros, além da apresentação e análise de obras que nos inspiraram, como O capital para crianças, Paulo Freire: o menino que lia o mundo e Era uma vez numa cidade. A pesquisa em tela apresenta-se como parte de um campo possível de batalha tática que visa suscitar a reflexão e o pensamento crítico, desde os leitores mais novos, foco principal do produto educativo, aos mais experientes, por meio da dissertação, mas sem perder de vista a estratégia revolucionária de transformação de mundo.


Coleções: