RELAÇÕES ENTRE FATORES AMBIENTAIS, TEMPO DE SECAGEM E ATRIBUTOS SENSORIAIS DE QUALIDADE DO CAFÉ ARÁBICA DO CAPARAÓ, AVALIADAS EM DIFERENTES DATAS DE COLHEITA

Simão, Flávio Pavesi (2021-02-12)

tese_doutorado

O café desponta como uma das bebidas mais consumidas no mundo, ficando o Brasil em segundo lugar neste quesito, mas, ocupando o primeiro lugar em volume produzido. Os estados de Minas Gerais e Espírito Santo lideram o ranking de produção nacional sendo, nos municípios do entorno do Parque Nacional do Caparaó, o lugar onde se encontram alguns dos melhores cafés nacionais, cultivados em altitudes de até 1.500m. Apesar da qualidade do café produzido nesta região ser reconhecido nacional e internacionalmente, ainda não estão totalmente esclarecidos todos os fatores que interferem na obtenção deste resultado. O objetivo deste trabalho foi avaliar as relações de fatores ambientais, tempo de secagem e atributos sensoriais de qualidade do café arábica do Caparaó em diferentes datas de colheita. Foram coletadas amostras de 110 propriedade rurais, localizadas ao redor do Parque Nacional do Caparaó, nos anos de 2014 e 2015. O café descascado e desmucilado passou pelo processo de secagem, disposto em terreiro suspenso em ambiente coberto, com monitoramento da temperatura e umidade relativa do ar no ambiente de secagem. Os dados foram submetidos às técnicas estatísticas como análise estatística descritiva, correlação de Pearson, regressão linear e não linear e análise de componentes principais e, comparados a atributos da análise sensorial como aroma, sabor, finalização, acidez, corpo, balanço, nota geral e média final. Os resultados apontam que a altitude influencia no período em que ocorre a colheita, e este, devido a fatores ambientais, interfere no tempo de secagem e nos atributos sensoriais de qualidade dos cafés da região do Caparaó.


Collections: