A educação profissional sob uma perspectiva afrocentrada : a experiência dos trabalhadores dos Arcos da Ladeira da Conceição da Praia

Braga, Aline Espíndola (2020)

dissertação de mestrado

RESUMO: A educação formal no Brasil, enquanto lócus de formação humana, é desenvolvida em bases hegemônicas de sistematização e transmissão de conhecimento, reproduzindo historicamente a discriminação racial estabelecida no país. Tendo como base a cosmovisão africana e a experiência dos trabalhadores dos Arcos da Ladeira da Conceição da Praia, em Salvador, Bahia, o presente trabalho pretende discutir e propor elementos para a Educação Profissional e Tecnológica - EPT efetivamente transformadora e sob um olhar não transversal – em contraponto ao que sinaliza o artigo 26-A da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, também nomeada de Lei de Diretrizes e Bases da Educação - LDB – em uma perspectiva afrocentrada, tendo como referência a Afrocentricidade, abordagem espistemológica proposta inicialmente pelo educador afro-americano Molefi Asante. A partir da pesquisa realizada, fundamentada nos pressupostos da Afrocentricidade, numa abordagem qualitativa, foi realizada uma análise da intersecção entre formação para o trabalho e os saberes e práticas afrocentradas. Trata-se o produto educacional, componente obrigatório da produção do mestrado profissional, de um podcast educacional, cujo tema é a transmissão oral de conhecimentos sobre ofícios na tradição de matriz africana nos Arcos da Ladeira da Conceição da Praia, em Salvador/Bahia.


Coleções: