Emissões teóricas de metano e aproveitamento energético em aterro do Espírito Santo

Zavarise, Julio Pansiere (2021)

tcc

O estudo das emissões teóricas dos gases de aterro, visando o aproveitamento energético, são basilares para o planejamento gerencial dos aterros sanitários modernos, além de contribuir potencialmente na formulação de políticas públicas sustentáveis. Dito isto, o objetivo do presente estudo foi estimar as emissões teóricas de metano (CH4) e gás de aterro produzidos a partir dos Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) gerados na Região Metropolitana da Grande Vitória (RMGV), Espírito Santo Brasil. Este é o primeiro estudo que empregou o modelo Waste Model IPCC FOD (2006) para estimar as emissões de CH4 e gás de aterro na RMGV. Foi empregado o Waste Model IPCC FOD (2006) para avaliar as emissões gasosas de 2017 a 2097. Nesta avaliação considerou-se um cenário em que os RSU gerados seriam enviados a um único aterro. Os resultados demonstram que o pico das emissões de CH4 e gás de aterro são 44,2 Gg e 66,2 Gg, respectivamente, e ocorrerão em 2041. O potencial máximo de geração de energia elétrica por meio do gás de aterro foi observado em 2041 (15,8 MW) e equivale a 5,5% da potência total outorgada de energias limpas para o Espírito Santo em 2021.O aproveitamento energético do gás de aterro tem potencial para mitigar as emissões de gases do efeito estufa dos aterros sanitários da RGMV, além de impulsionar o seu desenvolvimento econômico pela possibilidade de diversificação e incremento da sua matriz energética.

The study of theoretical emissions of landfill gases, aiming at energy use, are essential for the management planning of modern landfills, besides potentially contributing to the formulation of sustainable public policies. The aim of this study was to estimate the theoretical emissions of methane (CH4) and landfill gas produced from municipal solid waste (MSW) generated in the Região Metropolitana da Grande Vitória (RMGV), Espírito Santo - Brazil. This is the first study that used the Waste Model IPCC FOD (2006) model to estimate emissions of CH4 and landfill gas in RMGV. The Waste Model IPCC FOD (2006) was used to evaluate gas emissions from 2017 to 2097. This evaluation considered a scenario in which the MSW generated would be sent to a single landfill. The results show that the peak emissions of CH4 and landfill gas are 44.2 Gg and 66.2 Gg, respectively, and will occur in 2041. The maximum potential for electricity generation through landfill gas was observed in 2041 (15.8 MW) and is equivalent to 5.5% of the total power granted clean energy to Espírito Santo in 2021. The energy use of landfill gas has the potential to mitigate greenhouse gas emissions from RGMV landfills, in addition to boosting its economic development by diversifying and increasing its energy matrix.


Collections: