Ensino e aprendizagem de movimento retilíneo pelas via das situações didáticas

Ferreira, Marcus Vinícius Vieira (2016)

Dissertação de mestrado

RESUMO: Problemas de Física são rotulados por diversos alunos como problemas de difícil compreensão e tal fato ocorre possivelmente pela falta de contextualização dos conteúdos ensinados no âmbito do Ensino Médio e à inadequação do currículo à prática cotidiana dos alunos. Resolver um problema não é apenas executar passos sincronizados para alcançar um resultado esperado ou apenas memorização de conceitos. Na perspectiva de contextualização de conteúdos, analisamos o potencial do método de ensino de Movimento Retilíneo Uniforme e Uniformemente Variado pelo viés de Situações Didáticas proposta por Guy Brousseau, teórico francês da Didática da Educação Matemática. Para isso, propusemos que as Situações Didáticas fossem desenvolvidas com três turmas de 1° ano do Ensino Médio de uma escola da rede pública estadual do Espírito Santo, momento em que os alunos exerceriam um papel ativo, produzindo diferentes tipos de ações, de formulações e validações sobre a solução do problema proposto. Os objetivos da pesquisa foram: 1- Verificar a construção de conhecimentos dos alunos de conceitos básicos do Movimento Retilíneo: espaço, tempo, velocidade aceleração e inércia por meio de Situações Didáticas; 2- Medir o desempenho dos alunos após a aplicação das Situações Didáticas. Os instrumentos de coleta de dados eleitos foram questionário, entrevista, diário de bordo, teste do tipo lápis e papel e filmagem. Como produto científico-educacional foram apresentadas e discutidas as Situações Didáticas em um guia didático visando contribuir com o ensino desse conteúdo escolar. Verificamos pelo lado qualitativo e qualitativo que as Situações Didáticas contribuíram para a produção dos conceitos de espaço, tempo, velocidade aceleração e inércia, e que existem oportunidades de melhoria para fortalecer o conceito de aceleração. Com o diário de bordo foram observadas ações criativas pelos estudantes e essas ações, em grande parte, foram para resolver alguma situação de dificuldade do grupo e da turma para executar o trabalho de pesquisa. O desempenho na produção de conhecimento sobre os conceitos foi medido em níveis de proficiência. Os resultados indicaram que 68% dos estudantes estão acima do básico, porém, há que se empreender mais esforços para trazer os outros 32% para níveis mais elevados, o que demonstra ser necessário implementar novos desafios para esses estudantes para manter o interesse pela pesquisa.

ABSTRACT: Physics problems are labeled by many students as difficult to understand and this fact is given possibly the lack of contextualization of the contents taught in the high school curriculum and the inadequacy of the daily practice of students. Solving a problem is not just run synchronized steps to reach a desired result, or just memorizing of concepts. We analyze the potential of the method of teaching Linear Motion by bias of Didactic Situations proposed by Guy Brousseau, French theorist of the Didactic of Mathematics Education. For this, we proposed that the Didactic Situations were developed with three groups of 1st year of high school a school of public state of the Holy Spirit, at which students they had an active role in producing different kinds of actions, formulations and validations on the solution of the proposed problem. The research objectives were: 1- Check the production of knowledge of the basic concepts of Linear Motion: space, time, speed, acceleration and inertia through Didactic Situations; 2. Measure the performance of students after the application of Didactic Situations. Elected data collection tools were questionnaire, interview, logbook, pencil test and paper type and recording. As scientific and educational product, they were presented and discussed the Didactic Situations in a didactic guide to contribute to the teaching of this school subject. Checked by the qualitative and qualitative side the Didactic Situations contributed to production of the concepts of space, time, speed, acceleration and inertia, and that there are opportunities for improvement to strengthen the concept of acceleration. The performance in the production of knowledge about the concepts was measured at levels of proficiency. The results indicated that 68% of students are above the basics, however, we must do more to bring the other 32% to higher levels, indicates that are needed new challenges for these students maintain interest in research.