Show simple item record

Secundaristas em práticas educativas feministas

dc.contributor.advisorAlvim, Davis Moreira
dc.contributor.authorFerri, Isadora Lee Padilha
dc.date.accessioned2021-08-06T15:04:47Z
dc.date.available2021-08-06T15:04:47Z
dc.date.issued2018
dc.identifier.citationFERRI, Isadora Lee Padilha. Secundaristas em práticas educativas feministas. 2018. 125 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-graduação em Ensino de Humanidades, Instituto Federal do Espírito Santo, Vitória, 2019. Disponível em: <http://biblioteca.ifes.edu.br:8080/pergamumweb/vinculos/000017/0000175f.pdf>. Acesso em: 26 jul. 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ifes.edu.br/handle/123456789/1191
dc.description.abstractRESUMO: Este trabalho discute questões de gênero no ambiente educacional a partir de observações e intervenções ocorridas em sala de aula, recreios, banheiros, corredores, sala de professores e biblioteca do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), campus Centro Serrano. Afirma práticas educativas de caráter feminista como caminhos possíveis para transformar a educação, atuando como ferramenta de mudança social, libertação e emancipação, especialmente das mulheres. Constitui-se em um esforço de construir conhecimentos sobre a temática junto aos discentes do Instituto e de desenvolver intervenções nas atividades educativas sobre o assunto. Busca, ainda, compreender práticas de ensino e verificar como elas interferem nas relações entre docentes, discentes e outros funcionários do ambiente escolar, bem como no processo de ensino-aprendizagem. A pesquisa participativa, do tipo intervenção, utiliza como fonte dez círculos de conversas com grupo de estudantes do Ensino Médio em momentos extraclasse para discutir gênero, compartilhar experiências de violência de gênero e vivências de caráter emancipatório. Propõe oficinas a fim de desenvolver uma postura ativa dos participantes na construção do conhecimento e nas ações que envolvem o tema. O estudo do experienciado em campo parte da perspectiva de uma análise da implicação, além de diálogos com referenciais teóricos compostos, principalmente, por mulheres estudiosas do tema, como Butler, Beauvouir, Hooks, Louro e Scott. A pesquisa depreende que a forma de se fazer educação ainda está distante de ser libertadora, mas que é possível afirmar uma pedagogia feminista mesmo nas disciplinas já estabelecidas pelo currículo escolar, pois todos os espaços humanos perpassam por questões que envolvem subjetividade e relações de poder. O estudo, que também valida um material educativo no formato mídias, afirma caminhos possíveis ao propor uma educação múltipla, acolhedora e inclusiva.pt_BR
dc.format.extent125 f.pt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.rightsacesso_abertopt_BR
dc.subjectEnsinopt_BR
dc.subjectPráticas Educativaspt_BR
dc.subjectGêneropt_BR
dc.subjectPedagogia Feministapt_BR
dc.subjectFeminismopt_BR
dc.titleSecundaristas em práticas educativas feministaspt_BR
dc.typedissertação de mestradopt_BR
dc.publisher.localVitóriapt_BR
ifes.campusCampus_Vitoriapt_BR
dc.contributor.institutionUniversidade Federal do Espírito Santo (Ufes)pt_BR
dc.identifier.capes30004012072P5pt_BR
ifes.knowledgeAreaEnsino de humanidadespt_BR
ifes.researchAreaPráticas educativas em ensino de humanidadespt_BR
ifes.course.underposgraduatePrograma de Pós-Graduação em Ensino de Humanidades
dc.contributor.memberAlvim, Davis Moreira
dc.contributor.memberPortugal, Maria Amélia Lobato
dc.contributor.memberThiengo, Edmar Reis


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record