Caracterização microestrutural e avaliação da resistência à corrosão em aços inoxidáveis aplicados na indústria de papel e celulose

Lima, Matheus Alves (2019)

tcc

Na indústria de papel e celulose, a atuação de equipamentos em ambientes agressivos compromete sua integridade no sistema de produção, trazendo como consequência maiores custos com manutenção. Um dos principais problemas encontrados é a falha por corrosão. Em vista disso, o objetivo deste trabalho foi analisar amostras de aços inoxidáveis provenientes de componentes presentes em uma indústria de produção de papel e celulose, avaliando suas principais características e seu comportamento à corrosão intergranular e por pite. As amostras foram tratadas termicamente à 675°C por 1 h, de modo a simular uma exposição térmica recorrente no ambiente de trabalho. Para isso, todas as amostras foram caracterizadas quanto à sua microestrutura por meio do Microscópio Óptico, quanto à sua composição química através de Espectroscopia de Emissão Ótica e quanto ao seu comportamento eletroquímico verificado por ensaios de Polarização Potenciodinâmica Anódica e Reativação Eletroquímica Potenciodinâmica a Ciclo Duplo. Os resultados obtidos mostraram que os aços classificados como 316L apresentaram boa resistência à corrosão quando comparados às amostras de aço 304, que em sua maioria se apresentaram sensitizadas após tratamento térmico. Os ensaios metalográficos se mostraram coerentes com a análise química. Foi verificado que utilizar materiais já degradados pelo processo industrial podem levar a resultados não esperados em comparação com literatura, notando-se que a perda de suas propriedades químicas influenciam diretamente na resistência à corrosão.


Colecciones: